segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ora vivam carneiros amigos, muito bom dia,

Porto e Benfica não param, são uns desalmados, voltaram a ganhar, desta vez à custa das equipas do Minho (que ate são das melhores do nosso campeonato, mas realmente a diferença entre os 2 primeiros e os outros – Sporting incluído – é muito grande e cada vez é maior. Um pouco à semelhança do que se passa por exemplo em Espanha entre Barça, Real e as restantes equipas. Com as devidas distâncias. Para o Barça e Real e para as outras equipas também, naturalmente).

Mas é.

Braga – 0 – Porto - 2.

Benfica – 3 – Guimarães - 0.

Começo por Braga. Cidade dos arcebispos.

Ontem foi o Monsenhor Otamendi quem deu cabo do Braga.

2 golos do central argentino.

Num jogo em que o Porto esteve melhor do que tem estado.

Não foi brilhante, mas foi muito sólido e não deu chances ao Braga, que nunca incomodou – só lá para o finalzinho e com o jogo resolvido e que deu um ligeiríssimo ar da sua graça, confirmando que está muito longe do que foi na época passada.

Vitória justa, num campo difícil, e claro, o Porto está mais perto do título, evidentemente.

Villas-boas todo contente com esta vitória do Porto que era importantíssima e foi alcançada sem espinhas perante um Braga que se esperava mais difícil.

O mesmo valendo para o Benfica.

Que derreteu literalmente o Guimarães, ganhando por 3-0, num jogo em que o resultado mais justo era para ai o dobro.

Foi o arraso total.

Jesus diz que o Benfica deu festival e deu, realmente.

O Benfica está a jogar muito, mas para mal dos pecados de Jesus (mal dos pecados de Jesus e um bocado contraditório vocês não acham?) O Porto mesmo sem estar tão exuberante, vai mandando abaixo todos os adversários que lhe saem ao caminho no campeonato e sendo assim, acho que o Jesus vai ter de se resignar com o 2º lugar este ano.

Penso que estamos todos prestes a chegar a essa conclusão.

Se o Porto não escorregar em Olhão daqui a 2 semanas, penso que Jesus pode começar a tirar o cavalo da chuva e pensar na liga Europa, na taça, na taça da liga, mas no título, acho que não.

3 comentários:

Anónimo disse...

http://ultrasfuriaazul1984.blogspot.com/

Anónimo disse...

Com certeza que por esquecimento o carneiro amigo hoje esqueceu-se de dizer que o FCP foi a 14º equipa mundial da década. Um pequeno lapso que urge corrigir. PEnso eu de que... Não é preciso mencionar onde ficam os outros grandes portugueses muito menos "a instituição". Apenas falar do Porto chega!

Anónimo disse...

O melhor Benfica não chega, o título está há muito entregue!
O melhor Benfica, com um nível exibicional idêntico ao do início da época 2009-10, está de volta. No domingo, assistiu-se no Estádio da Luz ao 3-0 mais curto dos últimos tempos no futebol português. A exibição benfiquista foi avassaladora, confirma a subida de forma da equipa e mostra que a vitória no Dragão não foi um acidente de percurso.
Mas as 9 vitórias consecutivas na Liga - 13 em todas as competições - são uma boa notícia apenas para o futuro “encarnado” na Liga Europa, Taça de Portugal e Taça da Liga. No campeonato, o Benfica está KO desde a quarta jornada. Culpa, claro, do FC Porto.
Se o Benfica ganhar na próxima segunda-feira em Alvalade parte para o último terço da Liga com 8 pontos de atraso para o FC Porto. 8 pontos para recuperar em 10 jornadas a uma equipa que nas 20 anteriores perdeu apenas 4. E este campeonato é simples de se resumir: com 4 jornadas, o Benfica já estava a 9 pontos do FC Porto e, nas 15 seguintes, apesar de ter ganho por 14 vezes, recuperou um 1 ponto aos “azuis e brancos”.
É verdade que a equipa de Villas-Boas perdeu o esplendor em 2011, mas a fiabilidade de 2010 mantém-se. Com isso, mesmo sem Falcao e Álvaro Pereira, os portistas vão ultrapassando, com menor ou maior dificuldade, os obstáculos. Na época passada, na jornada 20, o Benfica tinha 49 pontos. O FC Porto, este ano, com os mesmos jogos, tem 56. E mesmo o melhor Benfica não resiste a isso. O título ficou decidido na quarta jornada.

Fonte: Público