terça-feira, 6 de julho de 2010

Vivam meus amigos.

Moutinho continua nas bocas do mundo. É pequenino, mas nem por isso passa despercebido.

Já Bettencourt dirá: homem pequenino, velhaco ou dançarino.

E Moutinho dançou. Dançou dali para fora em grande velocidade, a caminho do Porto, onde era desejado vai para dois anos.

Bettencourt não foi meigo com Moutinho. Bettencourt apelida Moutinho de maça podre, o que não parece ter incomodado Pinto daC.

“Está podre? Pronto. Pois que esteja… Mas deste lado ainda se pode comer.”

E vai daí, P. C., sempre pronto a dar a dentada, fincou-lhe os dentes com fé e Moutinho já se treinou no Olival com os novos companheiros, que é para não se perder mais tempo com conversas, que um gajo está aqui é para jogar, não é para dar à língua.

Como diria o Secretário de Estado Laurentino Dias: Mais trabalho e menos conversa.

Quem não compreende também o comportamento de Moutinho é o antigo capitão Manuel Fernandes.

Se é verdade que o Moutinho fez o que fez, ameaçando, dizendo que não vestia mais a camisola do Sporting, que queria mais dinheiro custasse o que custasse e que o deixassem ir para o porto ou para o Benfica, se tudo isto é verdade, então, diz o Manel de sarilhos, não há perdão.

E não há perdão de certeza absoluta.

E o Moutinho terá ocasião de sentir todo o amor que os adeptos do Sporting lhe têm quando pisar a relva de Alvalade, lá para o fim da primeira volta, na altura em que o porto vier jogar ao estádio do Sporting.

3 comentários:

Tiago disse...

Só um mau agricultor é que deixa apodrecer a fruta.

PeixeBoga disse...

Maçã podre num pomar não é mau de todo. Se fosse na cesta é que era uma chatice. No pomar cai, e a terra tratará do resto.Nem com a fruta te escapas, Bettencourt...

linha avancada disse...

ora lá está...