quarta-feira, 7 de julho de 2010

Vamos aos clubes.

Sporting. Que domina os escaparates. Não há primeira pagina de jornal que não fale de Jaime Valdez, o tal chileno que vem da Atalanta. Valdez, de quem já disse aqui e confirmo, ser um excelente jogador.

Os sportinguistas vão ficar surpreendidos com este extremo que vi jogar varia vezes na liga italiana e sempre com muita qualidade. Este sim.

Tem já 29 anos, lá está, vem para aumentar a media de idades, que parece ser coisa prioritária neste novo (novo… velho…) Sporting.

Dantes era a creche, agora é mais casa de repouso… (ahahahah, estou a brincar. Há por ali gente que joga bem, desde logo este Valdez, que é bem vindo ao campeonato português. Fez uma grande temporada na Atalanta. Se estiver a esse nível, vai dar que falar).

Valdez que já o disse aparece em todos os jornais, sendo dado como certo no Sporting.

A fotografia da bola é particularmente interessante. O penteado de Valdez é muito semelhante ao de Rita Franco em “conta-me como foi”…

Sporting que já está em França (o Caneira não foi, ficou cá é um dos proscritos, o empresário Paulo Barbosa já miou… miau… faz sentido. Então é só seniores, rapaziada de trinta para cima e o Caneira não, porquê?

Mas isto é uma democracia ou é o quê?

Ou tem de mudar de empresário e assim já fica?)

Bom, mas dizia o Sporting está a estagiar em França e lá está já o Nuno André Coelho que foi o rapaz que veio em sentido contrario ao de Moutinho. Veio do Porto, portanto.

E treinou ontem a trinco.

Ele que é defesa central

Recordo que Nuno André Coelho foi “imolado” (é o termo) por Jesualdo num célebre jogo em Londres frente ao Arsenal para a liga dos campeões, quando Jesualdo se lembrou de o pôr a jogar a trinco. O Porto levou 4 a 0.

Ainda a propósito do caso Moutinho temos hoje Eduardo barroso na sua crónica semanal na bola a rogar pragas a Moutinho.

“Que tudo corra a Moutinho de maneira a que se arrependa” escreve Barroso.

Depois de termos ouvido Costinha num tom muito próximo do de Marlon Brando naquela celebre frase do padrinho: “i’m gonna make him an offer he can’t refuse”

Temos agora Eduardo barroso com uma frase igualmente ameaçadora e ainda mais explícita:

“Que tudo corra a Moutinho de maneira a que se arrependa”.

Chiça.

Até arrepia.

3 comentários:

coisas que acontecem ou não disse...

Aiaiai José Nunes!!! S a Rita blanco descobre q lhe trocaste o nome, tas tramado looool. Ah outra coisa, O FCP levou 5 n 4, foi uma noite q fiquei com uma enorme "acia" (cm diz o Fucile).

Grande Abraço!

Anónimo disse...

É mais um nome (J.Moutinho) que esse fanático terrorista do Barroso vai deixar de pronunciar tal como faz com Simão Sabrosa!
Para quem apregoa que a escola do Sporting não gera só bons jogadores mas forma GRANDES HOMENS de que Simão é excepção, estalou-lhe a castanha (bomba) na mão, aliás no corpo inteiro e estilhaçou-lhe sem dúvida o coração!!!
Força Barroso, ainda sofrerás mais reveses, que é para aprenderes com quantos paus se faz uma canoa!!!

linha avancada disse...

ahahahah!
muito bom!