sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

O momento é de felicidade, o momento é de alegria!


Ao 8º jogo, o Sporting ressuscitou!


Depois de 7 jogos seguidos sem ganhar, aí está a vitória, concludente, importantíssima, espectacular, mesmo, por 3-0 sobre o everton!


Ah valentes!


Ah leões!


Ah! Sandokans!



Carvalhal reage de forma calma e tranquila à vitória e passagem aos 8ºs de final, basicamente da mesma forma que tem reagido às derrotas (podem acusa-lo de tudo menos de ser mal educado, efectivamente).


Não sabemos se será uma questão de ansiolíticos ou se é mesmo dele, mas eu vou mais pela segunda hipótese.


Recordam-se com certeza quando o Alberto João o rasgou de alto a baixo e o Carvalhal, impávido e sereno disse que o presidente do governo regional da madeira o tratava muito bem e era uma pessoa de muito bom trato.


Seja lá o que for, valium 10 espírito franciscano, não interessa, é uma grande vitoria, é um momento de felicidade para a nação sportinguista que andava como se sabe e é, repito, um excelente jogo do Sporting, que não deu chances ao everton.


Muito bem.


Agora, o Sporting defronta o Atlético de Madrid nos oitavos de final.


É o regresso de Quique a Lisboa, de Simão também e, diz Miguel Veloso (que ontem marcou mais uma batata – e logo o primeiro golo, o que abriu o caminho para a qualificação) que é para ganhar.


Sporting que ontem mesmo, algumas horas antes do jogo, conseguiu arranjar tempo para anunciar o nome do novo director para o futebol profissional. Costinha.


Carvalhal deve com certeza ter pensado para com os seus botões. É pá, mas isto está tudo doido. Então a poucas horas do jogo, saem-se com esta.


Ele que seguramente nem devia sonhar que isto estava para acontecer.


Mas lá está. Carvalhal reage com o Fair Play possível a mais esta que lhe fazem, sabendo que a única hipótese de continuar em Alvalade é ganhar a Liga Europa e mesmo assim era capaz de ser curto.


Bettencourt não faz a coisa por menos e vai contratar um ministro para por ordem no balneário. É o chamado ministro da administração interna.


Costinha, um homem com passado portista, mas sportinguista desde pequenino, sucede a Sá Pinto.


É mais calmo. Mas também dava as suas cacetadas…


Aguenta, Carvalhal, que só faltam 3 meses.


Por isso, Carvalhal não desiste e vai à luta.


No domingo, frente ao Porto, o Sporting lá estará.


Muitos dizem que os jogadores do Sporting depois das emoções e do esforço do jogo de ontem vão aparecer de língua no chão, mas carvalhal não desarma e vai tentar aproveitar o factor psicológico no sentido dos seus se esquecerem que as pernas querem mas não podem. Mal comparado isto é mais ou menos o mesmo que aquela historia do compadre e da comadre alentejana que foram traídos pelos respectivos cônjuges e resolvem vingar-se e fazer o mesmo.


Começam a subir o monte dão a primeira cambalhota, a meio do meio a segunda chegam lá acima e diz a comadre:


Compadre, vamos vingar-nos outra vez?


Responde o compadre: ó comadre, obrigadinho mas já me passou o rancor.


Teme-se que isso possa suceder ao Sporting lá para a segunda parte no domingo.


Mas que o Porto tem alguns motivos de preocupação para este jogo que talvez não tivesse antes da partida de ontem à noite, é capaz de ter.


Sporting nos oitavos de final com o Atlético de Madrid, belíssimo duelo, (recordo que o Porto já deu na boca ao At. Madrid esta temporada, vamos esperar que não lhes saia ainda o Benfica mais à frente, seria mau sinal para o Sporting, claro), Benfica com Marselha, outro belo confronto em perspectiva.


Jesus diz que o Marselha em principio vai levar na boca.


Marselha que tem lá o Lucho que se fartou de fazer a folha ao SLB enquanto vestiu a camisola do Porto. Vamos ver como vai ser desta vez.


Bom. Mas já chega de Liga Europa.

2 comentários:

Sara Costa disse...

Vamos lá ver como as coisas correm.
Parabéns pelo blog!

linha avancada disse...

obrigado, sara!